Sem jeito

março 25, 2012


E são nos encontros de olhares em que mais me apego a você, assim, espontaneamente. São nesses seus sorrisos tímidos que me encanto, assim, inevitavelmente. São em nossas conversas incertas que insisto em insistir, assim, sem conseguir fugir. E é em teu silêncio que sofro antecipadamente, assim, sem me conter, sem entender.
E são suas incertezas que desmoronam o meu sorriso, assim, sem perceber. E você percebe, e isso me encanta e enlouquece. E da raiva, raiva de te olhar e não conseguir sentir raiva. Mas por que sentiria? Talvez por me deixar assim, confusa, sem ação, insegura e consequentemente apaixonada. Simplesmente por ser quem é. Por não sentir o mesmo e por talvez nunca descobrir que essas palavras foram escritas lembrando do efeito que esse teu jeito sem jeito me deixou. Por não saber mais de você do que já sei. Por não poder ouvir tua voz todo dia, e por perceber que pra você tanto faz e mesmo assim ainda insistir em persistir. Porque simplesmente não dá pra esquecer *esse teu jeito meio sem jeito, que de algum jeito me conquistou.

*Frase encontrada nas postagens no tumblr, não sei o autor.

Você pode gostar também:

0 comentários

"O escritor é um homem que mais do que qualquer outro tem dificuldade para escrever."