Eu li: "Gentil como a gente"

agosto 10, 2016


Gentil como a gente é um livro que relata situações do cotidiano da Fernanda Gentil de um jeito que só ela sabe fazer, com muito humor, mas com muita verdade, ela narra as experiências vividas com seu ex-marido de um jeito que poucos teriam coragem de fazer, mas ela fez, e de um jeito tão natural que você fica se questionando porque tem tanta vergonha de compartilhar determinadas situações. 
Confesso que em muitos aspectos me identifiquei com ela, nas paranoias, claro! rs Mas fiquei feliz por saber que não sou a única, - e é claro que eu sabia que não era-. Mas alguém como ela revelar tudo o que releva naquelas páginas foi algo um tanto confortante.

O livro é curto e tem um formado pequeno, da pra levar na bolsa sem que ocupe muito espaço ou pese. O conteúdo trás as publicações do seu antigo blog Gentil Braga, então quem gostava, com certeza vai gostar do livro também. Com imagens engraçadas, textos leves e curtos, a leitura é bem fácil e é possível acabar em algumas horinhas lendo. O livro também contem conteúdos em QR Code para visualizar pelo aplicativo.

Devo dizer que embora as risadas dominassem a minha leitura, minha mente fixava no desfecho, que não seria como queríamos. Mas Gentil como a gente está longe de ser um conto de fadas. A mocinha já havia se separado do príncipe, todos sabiam. O felizes para sempre acabou antes de chegarmos na última página.

Fernanda, mesmo após o término seguiu com a publicação do livro, editando apenas o final. Pois são histórias que valem a pena serem lidas, porque fez e sempre fará parte da vida dela. 
Parabéns Gentil, e obrigada por compartilhar isso com a gente. 


Eu, como uma boa futura jornalista e admiradora da jornalista, fui na sessão de autógrafos que aconteceu aqui em São Paulo, na livraria Saraiva do Shopping Pátio Paulista. 
Devo dizer que a presença da Fernanda é contagiante, impossível não se sentir bem perto dela.
Em uma conversa breve, enquanto ela autografava meu livro, perguntei sobre a melhor e a não tão boa lembrança dela da época da faculdade. Uma lembrança boa que ela citou são os amigos, que até hoje fazem parte de sua vida. E a não tão boa é as reprovações que teve, devido já trabalhar na época então não conseguia se dedicar tão bem nas matérias. 

O livro está a venda nas principais livrarias do Brasil em versão impressa e digital também.

E você, já leu Gentil como a gente
Conta ai! 

Beijos e até a próxima!

Você pode gostar também:

0 comentários

"O escritor é um homem que mais do que qualquer outro tem dificuldade para escrever."