Quero falar com você

setembro 19, 2018



Parei para ouvir você. O seu olhar revelava a angustia que sentia por dentro. Precisava falar, precisava que alguém o escutasse. E eu sempre me senti sortuda por ser essa pessoa que te ouviria, já que, em sua maioria, era você quem sempre me escutava tagarelar sem controle após uma semana distante, mesmo nos falando todos os dias. Você então falou, durante todo o trajeto de volta para casa. Falou como nunca feito antes. E eu ouvi, dessa vez sem muitas réplicas. Sabia que, neste momento, você não precisava e tampouco queria algum conselho. Precisava apenas falar. E falou. Do trabalho, das dificuldades da vida, e do peso que sentia por fazer demais e ninguém ver. Mas eu via. E doía. Doía porque eu sabia que ninguém te veria da mesma forma que eu. E não falo de amor. Embora o nosso olhar ao outro sempre fique mais atento quando o amamos. E eu amava. Amo. E faria de tudo para que você não precisasse tanto falar, sozinho. Mesmo que te ouvir seja a minha sorte. Mas quero te ouvir falar de amor. De planos, felicidade e futuro. Comigo. Quero falar com você.

Você pode gostar também:

0 comentários

"O escritor é um homem que mais do que qualquer outro tem dificuldade para escrever."