Esta sou eu e as palavras




minha cura é aqui, nas pontas dos dedos e dos lápis que muitas vezes já segurei e, hora ou outra, tento lembrar de como era. não que o esquecimento seja do sentir, já que este se mantém aqui e me põe a escrever como quem necessita de água para viver. e necessito. e morro sempre um pouco mais quando esqueço de beber. escrever. aqui me encontro e me transformo. vejo o copo cheio e vazio. é solitário e acolhedor. é como um abraço imaginário naquele alguém distante que está sempre perto. e abraça apertado demais. e vai embora rápido demais. volta sem avisar. é como suspiros e respiros profundos. às vezes fico sem ar. dia desses me disseram que em mim se inspiravam, e que desta escrita gostavam. e então me lembrei do porquê aqui comecei. escrever, mas do que o simples ato de ordenar palavras e construir frases, é o meu eu. aqui existo e me dou motivos para isto. transformar sentimentos em palavras. palavras em sentimentos. eu fujo, me perco e resisto, mas aqui volto a escrever. não há como desvencilhar. esta sou eu e as palavras.

Instagram